Programa Dani-se. Vou Correr

Outubrite: “Síndrome” de quem entra no projeto verão somente no final do ano

0

Você sabia que a busca das pessoas pelo corpo perfeito somente nessa época de final de ano tem um nome? Não é DESESPERO não! É a chamado OUTUBRITE. A dra. Sarina Occhipinti, especialista em clínica médica e em nutrição funcional, explicou, no Programa Dani-se. Vou Correr na Rádio BandNews Espírito Santo deste sábado (29) o significado dessa expressão e trouxe dicas importantes para você colocar o seu projeto verão em prática o ano inteiro.

Ouça:

Healthy life. Sport inventory on the floor

Especialista acredita que, com dieta, treino e acompanhamento médico, é possível perder 1,5kg por semana

Outubro está terminando e o verão, época que as pessoas mais querem ficar em forma para aproveitar uma praia, cachoeira ou clube, está se aproximanado. Porém, nem sempre os aproveitadores veraneios estão em dia com o corpo e para poder aproveitar o período da melhor forma possível, começam uma corrida pelo emagrecimento.

Daí a questão: ainda dá tempo? “A resposta é, depende. Se você precisa perder muitos quilos, não é possível. Por exemplo, aqui no consultório, eu passo uma dieta para que a pessoa perca até um quilo e meio por semana. Então, no Natal, ela estará com 10 a 12 quilos abaixo do seu peso atual. Mais que isso, é muito sacrificante. Mas o curioso é que sempre que chega outubro, a demanda pelo emagrecimento rápido cresce mesmo. Costumo chamar esse desespero para emagrecer nesta época de Outubrite”, explica Dra. Sarina Occhipinti, especialista em clínica médica e nutrição funcional.

Para a especialista, ainda que seja desejável perder mais de doze quilos é importante começar o tratamento o quanto antes. “Se de outubro a dezembro você alcançar essa marca e conseguir perder realmente doze quilos, em janeiro, sua saúde estará melhor e continuará o tratamento para perder o restante que precisa. O que importa é começar o quanto antes e não parar. A atenção com o metabolismo é um processo que precisa ser contínuo”, sugere.

Falando em metabolismo, uma boa rotina é fundamental para a manutenção. O segredo para tratar obesidade e para alcançar a perda de peso não está nas dietas extremamente restritivas e consumo de remédios taxados como emagrecedores.

“Nada de regimes mirabolantes. Alguns profissionais costumam receitar remédios da moda, dieta hipocalórica e atividade física, esse procedimento funciona no começo, mas daqui a três meses, o paciente terá o efeito rebote e pode chegar, inclusive, a pesar mais do que antes de iniciar esse tratamento”, alerta a médica.

O profissional precisa saber a causa da obesidade, estudar a doença em si e o indivíduo. “O problema não é o obeso, é necessário entender o que acontece no organismo dele. Hoje, sabe-se que os mecanismos do cortisol no corpo humano auxiliam no ganho de peso e é o maior causador da obesidade moderna, por exemplo”, esclarece.

Dra. Sarina ainda destaca a importância do tratamento multidisciplinar para a perda de peso e gordura. A médica defende que para ter um resultado eficaz e duradouro, o ideal é trabalhar três pilares.

“O primeiro pilar é o bioquímico. Nele, criamos processos bioquímicos para desinflamar o corpo, podemos usar vitaminas e alguns suplementos para auxiliar. Aqui também tratamos os hormônios. O segundo é o metabólico, entender como funciona o gasto de energia em cada paciente e assim, prescrever a atividade física ideal, informando como ela deve ser feita, por quanto tempo os principais exercícios para compor o treino, além dos alimentos que precisa consumir e se necessária suplementação. O último se não for feito, de nada adianta os dois anteriores. Ele é o pilar neurocomportamental. Para isso, é importante contar com um psicólogo , para fazer um trabalho de autoestima é de estresse que associe às estratégias médicas”, detalha Dra. Sarina.

A especialista assinala que emagrecer não é um bicho de sete cabeças. “Basta colocar em prática o tratamento mais indicado para cada caso. Não existe milagre e nem receita pronta. O processo precisa ser associado a exercícios físicos intervalados de alta intensidade associados à musculação.A prática da atividade é condição obrigatória para o tratamento e sela o emagrecimento definitivo! ”, finaliza.

Confira a íntegra do Programa Dani-se. Vou Correr deste sábado (29/10/2022)

Artigo anterior

Capixaba Ariosvaldo Júnior faz peregrinação de 320km no Caminho da Fé

Próximo artigo

Comentários

X