Saúde do Corredor

Saiba como consumir o Whey Protein sem prejudicar a saúde

0

Ele é bastante famoso nas academias e entre adeptos do mundo fitness em geral. O whey protein é uma proteína derivada do soro do leite muito utilizada, principalmente, em suplementações. O produto é extraído da porção aquosa do leite gerada durante o processo de fabricação do queijo. O soro de leite contém 15 a 20% de proteínas totais, com alta qualidade nutricional e de rápida absorção.

Entre os benefícios do whey estão: aumento de massa muscular, excelente fonte de proteínas, possui leucina (responsável pelo aumento do tamanho do músculo), controla os níveis de glicose no sangue, diminui o colesterol ruim e combate a asma, melhorando a imunidade de quem fizer uso do suplemento. Além disso, estudos apontam que este suplemento proporciona benefícios para os portadores de HIV.

Após o treino
No caso de pessoas que praticam atividades físicas, o whey protein deve ser ingerido após os treinos. Não é necessário consumi-lo em dias de repouso. Uma dica muito importante: o produto não substitui uma refeição principal – em alguns casos, ele até pode ser consumido no lugar de um lanche. Mas é bom que tenha a adição de fibras, como linhaça e chia.

Cuidado com a balança
O excesso de whey protein também pode engordar. Por isso, é importante consumir a quantidade adequada de acordo com o peso, idade e intensidade de exercícios diária. Por isso, o ideal é consultar um médico ou nutricionista.

Riscos
Caso seja ingerido em excesso o whey protein pode sobrecarregar os rins. Como eliminam os produtos do metabolismo da proteína (como a ureia, a amônia, os resíduos nitrogenados), seu consumo elevado pode ampliar a exigência do órgão, fazendo com que a função renal seja prejudicada progressivamente. Além disso, também pode haver sobrecarga do fígado, por ser o órgão responsável pela metabolização de aminoácidos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Gosta de correr em jejum? Conheça os benefícios e riscos

Artigo anterior

Quenianos são os campeões da Meia Maratona de São Paulo

Próximo artigo

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X