Saúde do Corredor

Benefícios da “irisina”, o hormônio do exercício físico

0

Todo mundo sabe que a prática regular de exercícios físicos é fundamental para a saúde e bem-estar. Em 2012, quando cientistas descobriram a irisina, hormônio secretado pelo músculo esquelético, os benefícios de mexer o corpo foram ampliados em relação ao combate de várias doenças.

De acordo com o médico atuante na área da endocrinologia, Dr. Yago Fernandes (@yagofernandes.dr), a ação da Irisina promete modificar o metabolismo do tecido adiposo branco, favorecendo o gasto energético. Além deste efeito, também possui ação moduladora no sistema imune, por meio de atuação nos macrófagos, promovendo potencial efeito anti-inflamatório.

“A irisina é um hormônio produzido de forma endógena durante a prática de exercícios contínuos. Sua principal função é modificar metabolicamente o tecido adiposo branco, mais conhecido como o acúmulo de gordura. Esse processo favorece o gasto de energia, tornando a irisina um agente terapêutico para doenças metabólicas, como a obesidade, por exemplo”, ressalta o profissional.

Segundo Célia Nogueira, coordenadora da pesquisa na UNESP, quanto mais Irisina circulante na corrente sanguínea, menor é a probabilidade de desenvolver a forma grave da doença. Ademais, recentemente estudos mostraram a relação da obesidade com o risco de contaminação da COVID-19. “Os estudos publicados indicaram que o tecido adiposo serve como um reservatório para a replicação do vírus. A irisina bloqueia a proteína que leva o vírus para dentro da célula, diminuindo sua replicação”, explica Dr. Yago.

Desta forma, é de extrema importância a prática esportiva. “Principalmente quando praticamos exercícios de sobrecarga associado a uma alimentação saudável, já que isso mantém uma boa massa muscular e um percentual de gordura mais baixo”, conclui.

Novablast 2 chega com promessa de maior retorno de energia

Artigo anterior

Suplementos: quais são os mais apropriados para você?

Próximo artigo

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X