Saúde do Corredor

Suplementos: quais são os mais apropriados para você?

0

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), órgão responsável por regulamentar o uso de suplementos alimentares; estes produtos são indicados para fornecer doses de vitaminas, minerais e outros nutrientes que complementam uma dieta alimentar de uma pessoa saudável ou quando a dieta requer suplementação por alguma necessidade específica.

Por conta da correria cotidiana, muitas pessoas não conseguem adotar hábitos saudáveis, comprometendo a saúde e a qualidade de vida. Ao longo dos anos, as células diminuem suas atividades ou até mesmo as encerram.

Além disso, fatores como exposição aos raios solares, sedentarismo, alimentação inadequada e o consumo de álcool e cigarro geram um aumento na produção de radicais livres, que podem causar doenças degenerativas de envelhecimento. Daí a importância de adotar a suplementação como forma de adequar as carências e deficiências nutricionais.

Como saber que suplementos alimentares atendem às suas necessidades

Primeiramente, é preciso avaliar o tipo de suplemento alimentar que atenda às necessidades de cada pessoa. Um indivíduo que não consome nenhum tipo de peixe, por exemplo, pode apresentar deficiência na ingestão de Ômega 3.

Já o adepto ao veganismo, pode ter deficiência de creatina, importante para manutenção da força muscular e tratamento da sarcopenia (diminuição da massa muscular – massa magra).

No caso dos idosos, muitos apresentam comprometimento na deglutição e baixo consumo de proteína, podendo acelerar a perda do tecido muscular e comprometer a autonomia para atividades comuns, como andar, subir e descer escadas.

Para combater os radicais livres, o consumo de vitamina E é bastante eficaz. Já a vitamina D regula o sistema imunológico, além de zinco, creatina e betacaroteno. Uma boa opção é apostar nos multivitamínicos. Eles contêm todas as vitaminas e minerais que o organismo precisa para funcionar corretamente.

Estes suplementos podem contribuir para a longevidade, pois repõem os nutrientes necessários para diversas funções do corpo, principalmente a partir da fase da maturidade.

Lembrando que é fundamental o acompanhamento multidisciplinar para o consumo dos suplementos alimentares. O endocrinologista e o nutricionista, por exemplo, poderão analisar algumas condições do indivíduo, como qualidade da dieta, demanda fisiológica específica (gestação ou lactação), estado nutricional deficiente (visto em exames), entre outras.

Por Eric Naegeli, nutricionista, especialista em Tecnologia de Alimentos,
Nutrição Esportiva e Suplementação, e coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento da Mix Nutri

Benefícios da “irisina”, o hormônio do exercício físico

Artigo anterior

Disney apresenta medalhas da Walt Disney World Marathon Weekend 2022

Próximo artigo

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X